Operação do Gaeco e Ministério Público termina com 09 presos, entre vereadores e empresário, autoridade de trânsito, ex secretário e ex-prefeito...

A ação foi deflagrada na madrugada desta quarta-feira: Operação Caravelas, levou para cadeia o presidente da Câmara, vereadores de Cananéia....

Pelo menos 9 pessoas foram presas durante uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-SP) contra esquemas de abastecimento de combustível, em Cananéia. Entre eles, estão vereadores, empresários dono de posto de gasolina e um ex-funcionários da gestão municipal, autoridade de trânsito e ex prefeito.
De acordo com o promotor de Justiça de Cananéia Olavo Evangelista Pezzoti, a operação foi deflagrada nesta quarta-feira (4) por volta das :06 horas da manhã, a operação foi chamada de “Operação Caravelas”.
A operação ainda cumpriu 9 mandados de busca e apreensão nas casas dos vereadores e no escritório do posto de gasolina, Câmara Municipal e na casa do ex prefeito Bimbo. Durante as buscas foi achado arma de fogo nas casas de três envolvido.
De acordo com o promotor, o esquema de desvio de combustível teria provocado um prejuízo de aproximadamente R$ 6 milhão ao município de Cananéia, durante cinco anos, 15 mil reais por mês. Segundo o promotor havia prática de abastecimento de combustível para carro particular, essa prática já é costumeira em Cananéia que vem de várias gestões anteriores. O ministério público também investiga se placa de carro que já não rodam mais (sucata), eram usados para abastecer carros particulares.
Prisões
No decorrer de toda a operação, 09 pessoas foram presas, quatro vereadores (César Calasans, Claudete Xavier, Marco Aurélio, presidente da Câmara Douglas Godoy da Silva), empresário Oscar Takaki Junior e funcionária do posto de combustível Fernanda, um ex secretário de obras Reginaldo Batista e um autoridade de trânsito da prefeitura Marcelo Sicardi. Os mandados de prisão temporário de 5 dias podendo ser prorrogados por mais 5 dias caso seja necessário. “Vereadores e o ex-prefeito foram localizados em suas residências. Foram apreendidos documentos, computadores, e várias armas de fogo de vários calibres. O ex prefeito Marcelo Bimbo, proprietário do posto de gasolina e o Subtenente da polícia militar, vão responder por porte ou posse de arma e munição, sendo que com Oscar Junior, foram encontradas munições de arma de calibre restrito, que é inafiançável. Procuramos os advogados dos indiciados eles disseram que, só vão se pronunciar depois de tiver acesso ao processo.



Categoria:Cananéia,04 de Julho 2018

Deixe seu Comentário